Loading

Luís Vendeirinho

A TORRE

A TORRE


Mil degraus tem a torre

Quer se trepe, quer se caia

É sofrida a subida

Três segundos a descida

Uma vida nos quinhentos

É sina de gente fraca

Mil degraus passo a passo

Mil degraus de trambolhões

Entre sonhos e cegueira

Da coragem ao descuido

Não temos outra maneira

De viver nossa viagem

Mil degraus a cada dia

Outros mil no calendário

Mil no bolso e na bagagem

São caminho das estrelas

E destino à luz das velas

Mil para cima, mil para baixo

Tem a torre retorcida

E o mapa da nossa vida

Mil degraus tem a torre

Mais depressa ou devagar

Mil e um é nossa meta

Desde a toca, desde a gruta

Ao cair ninguém se importa

Mas voar é nossa luta


LV